Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Fake: Rapaz que acusou posto de vender gasolina adulterada se retrata

Compartilhe:
captura-de-tela-inteira-03122018-130549

MANHUAÇU (MG) – Há alguns meses foi amplamente divulgado por mídia de redes sociais um vídeo com falsas alegações do protagonista, Raimundo Dias de Oliveira Neto, que davam conta de que ele adquiriu gasolina no Posto Marília e que esta gasolina estaria adulterada. VEJA O VÍDEO NO FINAL DO TEXTO

Indignado com a declaração, o proprietário do posto, senhor Marcus Vinicius Rodrigues Simão ingressou com ação judicial, especificamente uma queixa-crime, contra o autor do fato.

Em audiência junto ao Juizado Especial Criminal de Manhuaçu, o autor do vídeo reconheceu seu erro e acordou que realizaria a retratação cabal, divulgando-a de forma ampla. Tal qual a ofensa.

Nos dizeres do corpo jurídico responsável pela área criminal dos postos MAP, rede responsável pelo posto Marília, “não se pode, impune e irresponsavelmente, imputar um crime ou conduta desonrosa a dirigentes de uma empresa que prezam pelo bom nome e que é referência em qualidade não só em Manhuaçu como em diversas cidades do estado de Minas Gerais”.

O advogado ainda completou que “com o advento das redes sociais as pessoas sentem-se protegidas e encorajadas a atacar a honra de quem quer quem seja, isso é um equívoco pois a justiça não tolera esse comportamento criminoso e ofensivo. Antes de praticar um crime contra a honra de alguém o autor deve ter em mente que poderá ser responsabilizado pois ninguém tem esse direito de tentar destruir a reputação de pessoas e empresas sérias que zelam por seus nomes e marcas respectivamente”, finalizou o advogado Glauco Macedo.

Deixe seu comentário:

WhatsApp (33) 99951-9102
Winamp, iTunes Windows Media Player Real Player QuickTime